O Empreendimento


A UHE Itaocara I terá capacidade para gerar até 150 MW por meio da ação combinada da vazão natural do rio Paraíba do Sul com os desníveis de relevo que ele atravessa, ou seja, é a transformação da força do movimento da água em energia elétrica. Essa energia poderá abastecer uma cidade com até 200.000 habitantes.

A UHE Itaocara I, é um empreendimento para geração de energia elétrica a partir de fonte renovável (hidráulica), previsto para ser implantado no leito do rio Paraíba do Sul, abrangendo uma área de 40.1 km² de reservatório, entre os Municípios de Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Cantagalo, no Estado do Rio de Janeiro, e Pirapetinga, no Estado de Minas Gerais.

A UHE Itaocara I terá capacidade para gerar até 150 MW por meio da ação combinada da vazão natural do rio Paraíba do Sul com os desníveis de relevo que ele atravessa, ou seja, é a transformação da “força” do movimento da água em energia elétrica. Essa energia poderá abastecer – em média - uma cidade com até 200.000 habitantes.

A energia produzida na UHE Itaocara I seguirá por uma Linha de Transmissão com tensão nominal de 138kV, por aproximadamente 50 km, até o sistema de transmissão da Light Energia, na UHE Ilha dos Pombos, no município de Carmo. Essa Linha de Transmissão utilizará, em sua totalidade, 137 estruturas metálicas autoportantes em aço treliçado, em configuração de circuito duplo trifásico vertical convencional.


MAPA

Desde 2008 os Grupos LIGHT e CEMIG têm unido forças para viabilizar técnica e economicamente o empreendimento. Hoje o empreendimento é de responsabilidade da Usina Hidrelétrica Itaocara S.A., que em 05/07/2016 assinou o 1º Termo Aditivo ao Contrato de Concessão de Uso de Bem Público para Geração de Energia Elétrica (Concessão de Geração n. 01/2015-MME-UHE ITAOCARA I) firmado com a UNIÃO, por intermédio da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

Até então já foi investido aproximadamente R$ 86 milhões no projeto. O investimento necessário para a implantação da UHE Itaocara I está estimado em aproximadamente R$ 1.4 bilhões.

Timeline

  • 1980 Implantação da UHE

    Os estudos para a implantação da UHE Itaocara I tiveram início na década de 80 e em 1999 foi iniciado o primeiro processo de licenciamento ambiental do empreendimento, o qual acabou arquivado em 2006.

  • 2008Novo Processo de Licenciamento

    Foi instaurado um novo processo de licenciamento ambiental (02001.000175/2008-06). E nesse processo em 2010 foi apresentado ao IBAMA o Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA).

  • 2011 Modificação Estrutural

    Após modificação estrutural do projeto, foi expedida pelo IBAMA para a UHE Itaocara I a Licença Prévia n. 428/2011.

  • 2012 Projeto Básico Ambiental

    O empreendedor apresentou ao IBAMA o Projeto Básico Ambiental – PBA, contendo 43 programas socioambientais para fins de mitigação/compensação dos possíveis impactos do empreendimento.

  • 2013 Ibama Expede a Licença de Instalação

    Atendidas as determinações impostas na Licença Prévia n. 428/2011, o IBAMA expediu para a UHE Itaocara I a Licença de Instalação n. 954/2013, com prazo de validade de 5 (cinco) anos (de 29/07/2013 a 29/07/2018).

  • 2018 Renovação/Prorrogação do Prazo

    Considerando o prazo de validade da Licença de Instalação n. 954/2013 (até 29/07/2018), foi requerido ao IBAMA a renovação/prorrogação do prazo de validade da Licença de Instalação, o que foi indeferido pelo IBAMA.

  • 2018 Novo Processo

    Foi iniciado novo processo de licenciamento ambiental para a UHE Itaocara I sob o n.02001.014891/2018-34.

  • 2018 Disponibilização do Termo de Referência

    Foi disponibilizado pelo IBAMA, o Termo de Referência Complementar no processo de licenciamento ambiental que regerá os estudos socioambientais do EIA/RIMA da UHE Itaocara I.

Acontece Aqui


15 de março de 2019

22 de Março: Dia da Água. Alerta para o consumo consciente

No dia 22 de março será comemorado o Dia Internacional da Água e a Usina Hidrelétrica Itaocara S.A se une aos esforços positivos de chamar atenção […]
22 de fevereiro de 2019

Ações em curso do Licenciamento Ambiental da UHE Itaocara I

Desde janeiro de 2019 a UHE Itaocara S.A. vem promovendo ações de campo para a atualização dos estudos socioambientais para a obtenção de nova Licença Prévia […]
22 de fevereiro de 2019

Curso Cadastro Socioeconômico

Em setembro de 2018, a UHE Itaocara S.A. promoveu o 1º Curso sobre o “Cadastro Socioeconômico de Família e Imóveis” para profissionais da área social e […]

Dúvidas Frequentes


 

O prazo da Licença de Instalação expirou. E agora, o projeto não vai mais ser retomado?

O prazo da Licença de Instalação n. 954/2013 expirou, mas, o empreendedor já iniciou junto ao IBAMA um novo processo de licenciamento ambiental, ou seja, ainda se tem a expectativa de implantação do projeto, o que, entretanto, também depende de uma série de outros arranjos, principalmente econômico-financeiro.

O morador que já foi realocado/remanejado perderá algum direito?

Não. Todas as pessoas que foram realocadas/remanejadas e/ou receberam alguma espécie de benefício terão seus direitos preservados.

Já tem um prazo para o projeto ser retomado e sejam iniciadas as obras?

Ainda não. Há necessidade de deliberações do IBAMA quanto ao novo processo de licenciamento ambiental e, também, da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, e do Ministério de Minas e Energia – ME.

O que é o licenciamento ambiental?

De acordo com a Resolução CONAMA n. 237/97, em seu art. 1º,inciso I, “Licenciamento Ambiental é o procedimento administrativo pelo qual o órgão ambiental competente licencia a localização, instalação, ampliação e a operação de empreendimentos e atividades utilizadoras de recursos ambientais , consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras ou daquelas que, sob qualquer forma, possam causar degradação ambiental, considerando as disposições legais e regulamentares e as normas técnicas aplicáveis ao caso.

No caso da UHE Itaocara I, a competência para processar o licenciamento ambiental é do IBAMA que autorizará e acompanhará a implantação e operação das atividades do empreendimento.

Quais são as etapas do licenciamento ambiental?

O licenciamento ambiental, tal qual o da UHE Itaocara I é dividido em 3 fases: Licença Prévia, Licença de Instalação e Licença de Operação.

A Licença Prévia é a primeira etapa do licenciamento, em que o órgão licenciador avalia a localização e a concepção do empreendimento, atestando a sua viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos básicos para as próximas etapas.

Nesta etapa podem ser requeridos estudos ambientais complementares como o EIA/RIMA. O órgão licenciador, com base nestes estudos, define as condições nas quais a atividade deverá se enquadrar a fim de cumprir as normas ambientais vigentes.

Uma vez detalhado o projeto inicial e definidas as medidas de proteção ambiental, deve ser requerida a Licença de Instalação (LI), cuja concessão autoriza o início da construção do empreendimento e a instalação dos equipamentos.

A Licença de Operação autoriza o funcionamento do empreendimento. Essa deve ser requerida quando a empresa estiver edificada e após a verificação da eficácia das medidas de controle ambiental estabelecidas nas condicionantes das licenças anteriores. Nas restrições da LO, estão determinados os métodos de controle e as condições de operação.

Como posso ter mais informações sobre o empreendimento?

É possível encaminhar dúvidas, sugestões e Currículos através do site, na sessão “Fale Conosco”.

A UHE Itaocara S.A. possui, ainda, um telefone disponível para população de chamadas gratuitas 0800 282 2974.

E estamos ainda no endereço Rua Marechal Floriano Peixoto, 152, Jardim da Aldeia – Itaocara – RJ, CEP 28570-000 das 8 às 17h, de segunda a sexta-feira.

 

Receba nossas novidades!


Endereço


Usina Hidrelétrica Itaocara S.A.
Rua Marechal Floriano Peixoto, N.º 152
Jardim da Aldeia, Itaocara - RJ

Telefone: 0800.282.2974

E-mail: contato@uheitaocara.com.br



Atendimento


Segunda a Sexta: 08:00 às 17:30
Sábado e Domingo: Fechado

Upload Currículo

* Apenas arquivos PDF (máximo 4MB)

 

Parceiros